A sua nova password foi enviada para o seu email.

Voltar
 
 

A maior sensibilidade para as questões ambientais e sociais tem influenciado o papel da comunicação, pelo que o tema do desenvolvimento sustentável tem vindo a ocupar um lugar destacado na estratégia de comunicação das empresas em Portugal.

Há vários anos que a APAN faz da defesa e promoção de uma comunicação responsável uma das suas principais missões, sensibilizando os seus associados para uma temática que lhes permite associar eficácia e responsabilidade.

Hoje, essa preocupação deve também integrar as considerações sociais e ambientais ao longo da cadeia de comunicação, tornando-a coerente com os compromissos para com o desenvolvimento sustentável.

Porquê uma Carta de Compromissos?

O compromisso de uma empresa em relação a um processo de comunicação responsável é uma boa oportunidade para repensar a sua comunicação por forma a maximizar o seu impacto: é, com efeito, uma abordagem de progresso, que permite melhorar a qualidade da comunicação, identificando os meios mais adequados para a eficácia pretendida.

A comunicação responsável permite também traduzir de forma concreta o compromisso global da empresa para com o consumidor e a sociedade, e é uma forma de ser simultaneamente mais coerente, mais inovadora e percebida como tal pelas partes intervenientes e pelo consumidor. E isso contribui diretamente para o valor das marcas, reforçando a confiança.
   
Para além destes passos indispensáveis, uma reflexão mais ampla diz respeito à forma como o consumo é encorajado pela comunicação. Para uma imagem positiva da comunicação empresarial junto da sociedade, as empresas signatárias da Carta de Compromissos da APAN comprometem-se a implementar as seguintes ações e processos:

COMPROMISSO 1.
Promover o consumo e comportamentos responsáveis.

COMPROMISSO 2.
Garantir que a comunicação da empresa - interna e externa - segue um conjunto de orientações e está em conformidade com os códigos de referência.

COMPROMISSO 3.
Utilizar com lealdade os dados privados dos seus clientes finais.

COMPROMISSO 4.
Integrar critérios ambientais na escolha dos suportes de comunicação.

Os princípios da Carta

• É uma iniciativa preventiva: intervém a montante das ações de comunicação;
• Diz respeito não apenas ao conteúdo mas principalmente aos processos estabelecidos na empresa;
• Quanto ao conteúdo, refere-se às regras deontológicas, regulamentação, mecanismos e instâncias existentes que foram integrando considerações relacionadas com o consumo sustentável,  o marketing e comunicação responsáveis;
• Abrange toda a comunicação da empresa (corporativa e comercial, nos media e fora deles) e todas as suas responsabilidades (ambiental, social e económica);
• É transversal, na medida em que diz respeito a todas as empresas, qualquer que seja o setor ou dimensão;
• É uma ferramenta de acompanhamento realista e concreta, já que cada compromisso é ilustrado com exemplos de boas práticas existentes
• É um processo de melhoria contínua que deve ter um efeito multiplicador sobre todas as empresas e todos os intervenientes na cadeia de comunicação.

Este documento é, acima de tudo, uma abordagem progressiva a um tema considerado essencial na esfera pública: as empresas signatárias decidiram envolver-se nesta iniciativa voluntária e muito exigente, constituindo-se assim como um grupo de empresas que decidiram atuar com antecedência sobre esta matéria.

Pode fazer download da carta de compromissos aqui.

Signatários

•    Automóveis Citroën
•    Bacardi- Martini
•    Banco Espírito Santo
•    Caixa Geral de Depósitos
•    Coca Cola Portugal
•    CTT - Correios de Portugal
•    Danone Portugal
•    El Corte Inglês
•    Esporão
•    Grupo Consultores
•    Henkel Ibérica
•    Nobre Alimentação
•    Orangina Schweppes
•    Panrico
•    Portugal Telecom
•    Primedrinks
•    Sair da Casca
•    Sistemas McDonald's Portugal
•    Sovena Portugal
•    Unicer
•    Unilever Jerónimo Martins

 
Empresas Associadas
Ver todas
2003-2011 APAN. Todos os direitos reservados