O futuro da media programática

O futuro da media programática
14/02/2018 Ana Grácio

Confederação Mundial de Anunciante (WFA)A APAN disponibilizou aos seus associados um webinar, realizado em parceria com a World Federation of Advertisers (WFA) e a Dataxu, na sequência de um inquérito realizado aos seus associados sobre o futuro da media programática.

Media programática é um mecanismo relativamente recente, ainda pouco usado, que pretende revolucionar a compra de publicidade. O processo consiste em compras decididas por um computador, que estabelece qual o anúncio que deve ser exibido tendo em conta o target que se quer atingir.

Segundo o webinar, os orçamentos de compra programática cresceram 11% desde o ano passado e apesar de alguns membros da WFA quererem diminuir esse orçamento em 2018, a tendência continua a ser o crescimento, com o mobile e vídeo em ascensão e 86% dos inquiridos a priorizarem novos canais programáticos como Advanced TV e DOOH.

No entanto, uma das prioridades entre os inquiridos (83%) é que a abordagem programática esteja adequada ao novo RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados), uma vez que as novas regras têm o poder de afetar radicalmente a gestão da media programática. Apenas 10% dos inquiridos dizem que a abordagem programática se adequa às novas regras. As marcas devem considerar, portanto, um plano de conformidade, tendo especial atenção à forma como o consentimento para o processamento de dados é assegurado.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*